Mafalda Leónidas

Diretora Adjunta do Programa Cidadãos Ativ@s, na Fundação Calouste Gulbenkian. Foi Assessora para a Educação desempenhando funções no Departamento de Educação e Bolsas e no Programa Qualificação das Novas Gerações, ambos na mesma Fundação.

Licenciada em Economia, pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, foi Vogal da Comissão Instaladora do Fundo de Apoio ao Estudante, no âmbito do Ministério da Educação, com responsabilidade na atribuição de bolsas aos estudantes do Ensino Superior, Ação Social Escolar e Orçamento das Instituições do Ensino Superior.

Participou, enquanto perita a nível nacional, em diversos projetos da União Europeia e, na qualidade de Subdiretora do Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação, foi: responsável pelas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), o desenvolvimento de software educativo, pelas estatísticas de educação do INE e coordenadora do Inquérito internacional do Eurostat, UNESCO e OCDE; coordenadora do projeto INES/CERI/OCDE para a publicação dos indicadores de educação dos diferentes países da OCDE; responsável pela gestão dos Fundos Comunitários no âmbito da Educação e pela intervenção do Ministério em inúmeros Programas Europeus.

Foi ainda designada Subdiretora para a gestão do PRODEP, o Programa de Desenvolvimento da Educação para Portugal apoiado pelos Fundos Europeus. Coordenadora nacional da Rede Europeia EURYDICE, também participou, como perita externa contratada pela Comissão Europeia, na 1.ª avaliação do Programa Leonardo da Vinci e foi formadora de recursos humanos na área sobre “Evolução dos fundos comunitários e financiamento da educação”.

Previamente, desenvolveu as suas funções no Conselho Nacional do Plano e, depois, na Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), com responsabilidade pela coordenação e elaboração dos orçamentos e do financiamento das Instituições de Investigação. No Ministério do Trabalho, como Adjunta do Secretário de Estado do Emprego, foi responsável pelos apoios financeiros às empresas e pelo fomento do emprego de jovens. Nos anos anteriores, a sua atividade foi desenvolvida no sector privado, como economista.

Deixe um comentário