The Pimping of Prostitution: Abolishing the sex work myth

Saber mais

Durante dois anos, Bindel conduziu 250 entrevistas em quase 40 países, cidades e estados, viajando pela Europa, América do Norte, Austrália, Nova Zelândia, África de Leste e África do Sul.

Ao visitar bordéis legais em redor do mundo, Bindel teve a oportunidade de conhecer proxenetas, pornógrafos, sobreviventes da indústria sexual, e as mulheres que estavam a ser vendidas por homens classificados como “empreendedores de negócios”.

Ao conhecer feministas abolicionistas, ativistas pró-prostituição, polícias e oficiais do governo, e os homens que lideram a procura de sexo, Bindel descobriu as mentiras, mitologia e atividade criminosa que envolve esta indústria global, e sugere o caminho a seguir para as mulheres que querem abolir a opressão mais antiga.

Deixe um comentário