Mito 6: “Prostituição é sobre liberdade sexual. A abolição é anti-sexo.”

Sejamos mais rigorosos: estamos a falar da liberdade sexual de quem? Todas as pessoas concordam que a liberdade sexual consiste em desfrutar de saúde e direitos sexuais em igualdade e livre de qualquer discriminação, coerção ou violência (cf. definição da Organização Mundial de Saúde).

A prostituição não é sobre sexo, é sobre poder: a compra de sexo é a negação do desejo da outra pessoa. Pagar por um acto sexual é negar a essa pessoa o direito ao desejo sexual e traduz-se num profundo desempoderamento da identidade sexual de outro ser humano.

Por outras palavras, comprar um acto sexual a alguém não tem nada a ver com liberdade sexual. As/os abolicionistas são pró-sexo: querem a verdadeira liberdade sexual num plano de igualdade entre mulheres e homens, e isso não pode ser alcançado enquanto a sexualidade for colocada sob a alçada do mercado.

Deixe um comentário