Compradores de sexo

A obsessão em discutir se a prostituição é uma “escolha” da mulher ignora muitas vezes o papel dos compradores de sexo.

Muitos reúnem-se em fóruns para discutir a sua experiência, fazer críticas e partilhar o que pensam sobre as mulheres na prostituição.

Fazem-no de forma gráfica, violenta, menorizando e humilhando as mulheres com quem estiveram.

Apesar de a prostituição ser uma das expressões mais claras da desigualdade entre mulheres e homens, apenas 20% dos homens a nível mundial são compradores de sexo.

Queremos que todos os homens que não compram nem nunca comprariam sexo parem de ser coniventes com o sistema da prostituição.

Queremos que saiam em defesa de valores da igualdade e do desejo sexual mútuo.

Queremos, por isso, que assinem o manifesto Zéromacho – uma rede internacional de homens contra a prostituição.

Se ainda não estão convencidos de como a prostituição é prejudicial, basta lerem as citações abaixo.

Deixe um comentário